INSCREVA-SE:
Edital de Chamamento 01/2018
MAIS INFORMAÇÕES: produtordeagua@emasa.com.br
Tire suas dúvidas:
EMASA: (47) 3367-8342 / FUCAM: (47) 3365-2311

Notícias

EMASA lança edital de 2019 para novos proprietários interessados em integrar-se no Projeto Produtor de Água

07 fevereiro, 2019

A Empresa de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (EMASA) lançou nesta quarta-feira (06), o edital para proprietários interessados em participar do Projeto Produtor de Água do Rio Camboriú. Os interessados podem protocolar os documentos na Autarquia Municipal até o dia 06 de fevereiro de 2020.

O Projeto Produtor de Água incentiva proprietários rurais a adotarem práticas em suas propriedades, visando a conservação dos recursos hídricos na bacia do Rio Camboriú. Atualmente o projeto consta com 23 proprietários inscritos, contemplando 1.049,61 hectares de áreas de conservação e 59,76 hectares de áreas de restauração, totalizando 1.109,37 hectares de áreas inseridas no Projeto.

Além de preservar a bacia hidrográfica para continuar tendo água com qualidade e quantidade para o abastecimento público, as práticas envolvem a recuperação de áreas degradadas, conservação dos remanescentes florestais nativos, o manejo adequado do solo e a conservação de estradas rurais.

O valor pago para os proprietários é feito com base na Unidade Fiscal do Município (UFM), sendo um valor fixo por área. Caso a propriedade tenha curso de água ou nascente, essa área será mais valorizada. O projeto foi criado em 2009, através da Lei Municipal nº 3.026 e começou a funcionar na prática, a partir de 2012.

O programa é desenvolvido pela Prefeitura de Balneário Camboriú, por meio EMASA, Prefeitura de Camboriú, Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Camboriú, Agência Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (ARESC), Centro de Informações de Recursos Ambientais de Hidrometeorologia de Santa Catarina (EPAGRI/CIRAM), The Nature Conservancy (TNC) e Agência Nacional de Águas (ANA).


Os interessados em participar devem entregar os documentos na sede da Emasa, localizada na 4ª Avenida, 250, Centro – das 12h às 18h, até dia 06 de fevereiro de 2020. O edital de adesão ao Produtor de Água está anexo e também pode ser conferido no site da Emasa (http://www.emasa.com.br/licitacoes – modalidade chamamento). Ou pelo link: (http://www.emasa.com.br/produtordeagua/index.php/inscricoes/)

Projeto Produtor de Água promove melhorias na vida de moradores das margens do Rio Camboriú

08 janeiro, 2019

Projeto Produtor de Água promove melhorias na vida de moradores das margens do Rio Camboriú

Depois de 30 anos sem luz elétrica, Samuel Cardoso, de 58 anos, conseguiu instalar um sistema de energia para a sua residência, através do auxílio financeiro do projeto Produtor de Água, mantido e executado pela Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (Emasa). Conhecido na região como “seu Guigo”, o proprietário rural faz parte do projeto desde de junho de 2018. A primeira parcela do Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), permitiu que ele desse entrada em placas solares, e há cinco meses o agricultor desfruta de energia renovável, gerada por meio de painéis que transformam a luz e o calor do sol em energia elétrica.

O projeto Produtor de Água do Rio Camboriú visa a recuperação das áreas de preservação permanente nas margens do Rio Camboriú com benefício a agricultores e como consequência a ampliação de água nos Municípios de Balneário Camboriú e Camboriú.

São 22 proprietários amparados pelo projeto. Eles possuem plantações, vivem do que produzem e são os próprios agentes e fiscalizadores ambientais das suas propriedades.

“São pessoas que normalmente já têm uma consciência ambiental, e sabem da importância das suas ações para a conservação da água. O projeto reconhece proprietários que já passaram a vida toda preservando e cuidando. É um incentivo para que eles continuem conservando”, explicou a engenheira ambiental da Emasa e responsável pelo programa, Rafaela Santos.

O processo é voluntário. Os proprietários se inscrevem e incluem uma parte da sua propriedade como área de conservação ou restauração. As inscrições são feitas através de chamamento publicado pela Emasa. O edital está disponível no site da Autarquia Municipal (www.emasa.com.br) e fica aberto durante todo o ano.

O valor do auxílio é calculado pela área inserida, e a cada seis meses o suporte técnico faz uma vistoria para liberar esse valor. A equipe técnica auxilia o morador com orientações e também faz os serviços de restaurações da região, plantio de mudas, cercamentos, regeneração, adubação e outros apoios necessários para o território.

O projeto é de iniciativa da EMASA e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú, Prefeitura Municipal de Camboriú, Agência Nacional de Águas (ANA), Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (ARESC), Comitê de Gerenciamento Bacia Hidrográfica do Rio Camboriú e Bacias Contíguas, Centro de Informações de Recursos Ambientais de Hidrometeorologia de Santa Catarina (EPAGRI/CRAM) e The Natura Conservancy (TNC).

____________________

Informações Adicionais:

Emasa
(47) 3261-0000

Diretoria de Comunicação
Estagiária de Jornalismo: Milena Linhares
Foto: EMASA
(47) 3267-7197

Quase 20 proprietários já fazem parte do Projeto Produtor de Água do Rio Camboriú

09 março, 2018


 

Para garantir a conservação dos recursos hídricos na bacia do Rio Camboriú, em Balneário Camboriú e Camboriú o Projeto Produtor de Água incentiva proprietários rurais a adotarem práticas conservacionistas em suas propriedades. Nesta semana mais um proprietário aderiu ao projeto Produtor de Água do Rio Camboriú. O produtor José Rodolfo Bernardes assinou nesta semana o contrato na sede da Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (EMASA).

Com a nova adesão, o projeto passa a ter 18 proprietários rurais inscritos, 975,28 hectares de área conservada e 58,77 hectares destinados a restauração. A nova propriedade está localizada no interior do município de Camboriú, na localidade dos Caetés. A área total da propriedade é 641 hectares, sendo que dessa 460,9 hectares são de mata nativa conservada e 22,5 hectares para serem restaurados.

Além de preservar a bacia hidrográfica para continuar tendo água com qualidade e quantidade para o abastecimento público, as práticas envolvem a recuperação de áreas degradadas, conservação dos remanescentes florestais nativos, o manejo adequado do solo e a conservação de estradas rurais.

As inscrições são voluntárias e feitas através de chamamento publicado pela EMASA. O edital está disponível no site da Empresa e fica aberto durante todo o ano. Os interessados em participar devem protocolar os documentos no órgão municipal. “Os proprietários da área rural se inscrevem no projeto, após inscritos existe uma negociação a respeito da área. Para participar, os proprietários recebem um incentivo, que é pago a cada seis meses e antes do pagamento ser efetuado fazemos vistorias para ver se a área está sendo realmente cuidada”, comentou a engenheira ambiental da EMASA, Rafaela Comparim Santos.

O valor pago para os proprietários é feito com base na Unidade Fiscal do Município (UFM), sendo um valor fixo por área. Caso a propriedade tenha curso de água ou nascente, essa área será mais valorizada. O projeto foi criado em 2009, através da Lei Municipal nº 3.026 e começou a funcionar na prática a partir de 2012.

O projeto é uma iniciativa da EMASA, e conta com a parceria da Prefeitura de Camboriú, Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Camboriú, Agência Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (ARESC), Centro de Informações de Recursos Ambientais de Hidrometeorologia de Santa Catarina (EPAGRI/CIRAM), The Nature Conservancy (TNC) e Agência Nacional de Águas (ANA).

_____________________
Informações Adicionais:

EMASA
(47) 3261-0000

Diretoria de Comunicação
Jornalista: Kattiúcia Villain
Fotos: Divulgação
(47) 3267-7022

www.balneariocamboriu.sc.gov.br
www.facebook.com/prefeituradebalneariocamboriu
www.instagram.com/prefeiturabalneariocamboriu
www.flickr.com/photos/prefeiturabalneariocamboriu

EMASA lança edital para interessados em integrar no Projeto Produtor de Água

10 janeiro, 2018

A Empresa de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (EMASA) lançou nesta segunda-feira (08), edital para proprietários interessados em participar do Projeto Produtor de Água do Rio Camboriú. Os interessados podem protocolar os documentos na Autarquia Municipal até o dia 08 de janeiro de 2019.

O Projeto Produtor de Água incentiva proprietários rurais a adotarem práticas em suas propriedades, visando a conservação dos recursos hídricos na bacia do Rio Camboriú. Atualmente, 17 proprietários rurais estão inscritos, contemplando 515 hectares de área de conservação ambiental e 39 hectares em processo de restauração.

Além de preservar a bacia hidrográfica para continuar tendo água com qualidade e quantidade para o abastecimento público, as práticas envolvem a recuperação de áreas degradadas, conservação dos remanescentes florestais nativos, o manejo adequado do solo e a conservação de estradas rurais.

“Os proprietários da área rural se inscrevem no projeto, após inscritos existe uma negociação a respeito da área. Para participar, os interessados recebem um incentivo, que é pago a cada seis meses e antes do pagamento ser efetuado recebem vistorias para ver se a área está sendo realmente cuidada”, comentou a engenheira ambiental da EMASA, Rafaela Comparim Santos.

O valor pago para os proprietários é feito com base na Unidade Fiscal do Município (UFM), sendo um valor fixo por área. Caso a propriedade tenha curso de água ou nascente, essa área será mais valorizada. O projeto foi criado em 2009, através da Lei Municipal nº 3.026 e começou a funcionar na prática, a partir de 2012.

O programa é desenvolvido pela Prefeitura de Balneário Camboriú, por meio EMASA, Prefeitura de Camboriú, Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Camboriú, Agência Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (ARESC), Centro de Informações de Recursos Ambientais de Hidrometeorologia de Santa Catarina (EPAGRI/CIRAM), The Nature Conservancy (TNC) e Agência Nacional de Águas (ANA).

A documentação deve ser entregue na sede da EMASA, localizada na 4ª Avenida, nº 250 – Centro, das 12h às 18h. O edital e o requerimento de adesão ao Projeto Produtor podem ser acessados no site da EMASA, em “licitações”.

_____________________
Informações Adicionais:

EMASA
(47) 3261-0000

Diretoria de Comunicação
Jornalista: Kattiúcia Villain
Foto: Projeto Produtor de Água
(47) 3267-7197

www.balneariocamboriu.sc.gov.br
www.facebook.com/prefeituradebalneariocamboriu
www.instagram.com/prefeiturabalneariocamboriu
www.flickr.com/photos/prefeiturabalneariocamboriu

Produtor de Água define calendário para 2017

16 janeiro, 2017
Produtor de Água define calendário para 2017

Na quinta-feira (24/11/2016), aconteceu a última reunião do ano do Projeto Produtor de Água do Rio Camboriú. Durante o encontro foi aprovado mais um Projeto Individual da Propriedade (PIP) e definido o calendário do próximo ano.

Além da Prefeitura de Balneário Camboriú, por meio da Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa), participaram as instituições parceiras do projeto: The Nature Conservancy (TNC), Prefeitura Municipal de Camboriú, Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Camboriú; Agência Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (ARESC); Centro de Informações de Recursos Ambientais de Hidrometeorologia de Santa Catarina (EPAGRI/CIRAM) e Agência Nacional de Águas (ANA). Também estiveram presentes, os representantes da Empresa Águas de Camboriú e Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável (SDS/SC), onde manifestaram interesse no projeto.

Segundo a diretora técnica da EMASA, Kelli Cristina Dacol, a reunião contou ainda com a participação das pesquisadoras Leah Bremer e Perrine Hamel, da Universidade de Stanford, e Patrícia Pompei, da Universidade de São Paulo (USP), que são responsáveis pelo projeto de pesquisa Climate Wise.

Clima Wise é um projeto de pesquisa que busca entender melhor como o uso do solo e as mudanças climáticas afetam os recursos hídricos no norte dos Andes e na Região da Mata Atlântica do Brasil. O trabalho é realizado em colaboração entre as Universidades de São Paulo, Minnesota, Norte do Texas, Kassel e Stanford. “Essa pesquisa contemplará três projetos da região dos Andes e mais três projetos do Brasil, incluindo o Produtor de Água do Rio Camboriú”, conta Kelli.

Produtor de Água do Rio Camboriú
Criado em março de 2013, o Produtor de Água contrata proprietários rurais interessados em promover ações de conservação e recuperação em suas propriedades. Até o momento, 16 propriedades foram contratadas, totalizando 545 hectares estão destinados a ações de conservação e restauração ecológica com Pagamento pelos Serviços Ambientais prestados.

Fonte: www.emasa.com.br/produtor-de-agua-define-calendario-para-2017/

PRESTAÇÃO DE CONTAS

07 agosto, 2014

BALANCETE PRESTAÇÃO DE CONTAS DO 2º REPASSE – CONVÊNIO 01/2012/EMASA/THE NATURE CONSERVANCY.

 

 

 

Projeto Produtor de água é visitado por pesquisadores de Stanford

01 abril, 2014

Na quarta-feira (12), representantes da The Nature Conservancy (TNC) e pesquisadores da Universidade de Stanford, da Califórnia nos Estados Unidos, visitaram o Projeto Produtor de Água do Rio Camboriú, da Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa).

 

A visita é uma iniciativa do Programa de Fundos da Água da Estratégia Global de Segurança Hídrica da The Nature Conservancy (TNC). O propósito era conhecer os detalhes do projeto. A TNC, visa replicar iniciativas de investimento em infraestrutura verde que gere a conservação de bacias hidrográficas para garantir segurança hídrica em termos de qualidade e quantidade de água.

Segundo o coordenador de Projetos da Estratégia de Serviços Ambientais da TNC da América Latina, Claudio Klemz, através da preservação e restauração de ecossistemas, a empresa ajuda a fornecer serviços ambientais e recursos naturais às pessoas, como melhorias na quantidade e qualidade de água. “Isso resulta em benefícios sociais e econômicos para a sociedade, contribuindo assim, para melhorar a qualidade de vida”, aponta.

Para Leah Bremer, responsável técnica do Projeto Natural Capital, da Universidade de Stanford, o Projeto Produtor de Água é um exemplo para outras cidades do Brasil e do mundo, especialmente porque mostra a importância de um planejamento criterioso e responsável na construção de parcerias estratégicas. “Ficamos incrivelmente impressionados com o projeto”, salienta.

O diretor do Programa de Fundos de Água da Estratégia Global de Segurança Hídrica da TNC Americana, Daniel Shemie, registrou todos os detalhes da visita, frisando a importância do projeto a longo prazo. “É um bom exemplo de como pensar além do convencional, pois mostra o poder da parceria entre comunidades rurais e instituições que podem trazer benefícios mensuráveis não só para a população, mas também para a natureza”, ressalta.

Os especialistas aprovaram a organização do projeto, os arranjos institucionais e também a base científica. O que mais chamou a atenção deles foi o sistema de monitoramento hidrológico, que está em fase de implantação. Esse sistema permite a avaliação dos recursos investidos e o seu retorno para a população.

Depois do acompanhamento in loco do projeto, a equipe aproveitou para conhecer Balneário Camboriú, visitando diversos pontos turisticos da cidade. Segundo o diretor Administrativo e Financeiro da Emasa, Paulo Milton dos Santos Júnior, os visitantes americanos ficaram impressionados com a estrutura do município, destacando que mesmo sendo um municipio de padrões territoriais pequeno ela tem ritmo e aspecto de cidade grande. “É interessante este tipo de interação, pois esta troca de experiências nos mostra que estamos no caminho certo. Ouvir de um cidadão de Nova Iorque que vivemos em uma cidade privilegiada em belezas naturais e infraestrutura de padrão elevado nos deixa extremamente satisfeitos e orgulhoso”, ressaltou.

Sobre o Projeto

O Projeto é uma iniciativa da Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa) e da Prefeitura de Balneário Camboriú, em parceria com as instituições The Nature Conservancy (TNC), Prefeitura de Camboriú, Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Camboriú, Agência Reguladora de Serviços de Saneamento Básico de Santa Catarina (Agesan), Centro de Informações de Recursos Ambientais e Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram/Epagri) e Agência Nacional de Águas (ANA). O Projeto foi concretizado pela Lei Municipal nº 3.026 de 26 de novembro de 2009.

O objetivo é desenvolver instrumentos para garantir a conservação dos recursos hídricos na bacia do rio Camboriú, incentivando proprietários rurais a adotarem práticas conservacionistas em suas propriedades. Essas práticas envolvem a recuperação de áreas degradadas, conservação dos remanescentes florestais nativos, o manejo adequado do solo e a conservação de estradas rurais. Atualmente, 13 produtores já aderiram ao projeto, contemplando cerca de mil hectares.

Prefeitura de Balneário Camboriú
Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa)
Texto: Gerusa Florencio (estagiária)
Fotos: Paulo Petry e Andre Cavassani(TNC)
Assessoria de Comunicação: (47) 3267-7022
www.balneariocamboriu.sc.gov.br